JT faz mapa do emprego em 2010 com participação da Catho

Para começar o ano com boas notícias, o Jornal da Tarde preparou uma matéria sobre os setores que oferecerão boas oportunidades em 2010. Leia a reportagem, com participação do Adriano José Meirinho, diretor de Marketing da Catho Online.

Mapa do emprego passa por construção e indústria

Setores de alimentação e bebidas, metalurgia, mecânica, de material elétrico e de comunicações devem oferecer boas oportunidades a profissionais de diversas formações. Passada a crise, empresas se preparam para o crescimento

Por: MARCOS BURGHI, marcos.burghi@grupoestado.com.br

Funcionária de uma metalúrgica havia nove anos, a supervisora de compras Zenaide Carvalho, 46 anos, foi demitida em março de 2009. Engrossou as estatísticas dos postos de trabalho fechados pela indústria brasileira por conta da crise econômica. Levantamento da LCA Consultoria Econômica informa que, só entre novembro de 2008 e março deste ano, foram cortadas 507 mil vagas.

Zenaide conta que o revés não a abateu, embora tivesse de cortar despesas com lazer e compras. “Mulher gasta muito, mas resolvi dar prioridade às contas da casa, já que não tinha dívidas”, diz. A única pendência, conta, era o financiamento de um carro, liquidado com parte do dinheiro recebido na rescisão.

Ciente da crise, conta que deu um tempo de seis meses e voltou a procurar trabalho em setembro. “Sabia das dificuldades e preferi esperar”, diz. A oportunidade veio há cerca de 15 dias, também em uma metalúrgica.

A contratação de Zenaide é parte do que Fábio Romão, analista da LCA, chama de “recomposição do estoque da mão de obra industrial”, em outras palavras, mais oportunidades de trabalho no setor que mais sofreu no período agudo da crise econômica mundial, entre setembro de 2008 e março de 2009.

Segundo Romão, a estimativa é que a indústria abra cerca de 477 mil postos de trabalho em 2010, sobretudo nas áreas de alimentação e bebidas. Ele avalia, ainda, que os ramos metalúrgico, mecânico, de material elétrico e de comunicações também devem oferecer boas oportunidades a profissionais de diversas áreas.

Romão destaca a provável demanda por engenheiros na indústria extrativista, principalmente petrolífera – por conta dos trabalhos na camada pré-sal – e também na construção civil, atrelada à expansão do mercado e do crédito. “Esta é uma área que deve requerer trabalhadores de diversas especialidades, inclusive pedreiros e mestres de obra” avalia. Ele espera que o setor feche 2010 com cerca de 240 mil novas vagas.

Bernardo Wjunisky, economista da Tendências Consultoria, afirma que os setores de comércio e serviços também devem apresentar expansão dos postos de trabalho em 2010. “Como consequência do crescimento da economia como um todo, puxada pelo mercado interno”, diz.

De acordo com a última edição do relatório de mercado Focus, divulgado pelo Banco Central, o mercado prevê que o Brasil feche 2010 com um aumento de 5,08% do Produto Interno Bruto (PIB), soma dos bens produzidos no País. Para os mais otimistas, o PIB não crescerá menos de 6%.

Profissionais em alta

Alcides Leite, professor de economia da Trevisan Escola de Negócios, afirma que a recuperação da indústria irá requerer especialistas em automação industrial e logística, entre outras áreas.

Leite destaca, ainda, a importância dos trabalhadores com conhecimento gerencial, além de eletrônica e informática. Na opinião do professor, profissionais com conhecimento gerencial também devem achar oportunidades no comércio varejista, que, em sua avaliação, deve abrir novos postos para vendedores e controladores de estoque.

Para Adriano Meirinho, diretor de Marketing da Catho Online, apesar das oportunidades, as empresas estarão mais seletivas na contratação, para não aumentar certas despesas reduzidas durante a crise. Segundo ele, tal premissa reforça a necessidade de bons gestores em recursos humanos e controle financeiro.

Meirinho avalia que atualmente as empresas buscam colaboradores que tenham uma visão ampla do empreendimento e possam conjugá-la à própria atividade que desenvolvem. “O objetivo é que saibam elaborar estratégias para o crescimento”, afirma.

PROFISSIONAIS EM ALTA

ENGENHEIROS

Ganham maior espaço por conta da expansão do mercado da construção civil e da retomada de atividade na indústria, inclusive a petrolífera

ANALISTAS DE RH

Com a necessidade da redução de custos durante a crise, as empresas passaram a valorizar mais os profissionais de seleção

AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL

A retomada da atividade na indústria prevista para 2010 fará com que a demanda por profissionais especializados no setor cresça

GERENTES

A ampliação da demanda no comércio deve favorecer estes profissionais; o mesmo vale para controladores de estoque

Leia a matéria no site do Jornal da Tarde clicando aqui.

Deixe uma resposta