Emprego online

O Jornal Tribuna do Planalto, de Goiânia, GO, publicou em seu site, recentemente, uma reportagem sobre a importância de estar conectado na hora de procurar emprego. Afinal, enviar CV via correiro, já era!
Leia a matéria abaixo com participação de Carolina Stilhano, gerente de comunicação da Catho Online.

Emprego online

Por Lourdes Souza

Esqueça a estratégia de imprimir currículos e enviá-los para as empresas via Correios. Na concorrência por uma vaga, estar conectado às novidades da internet passou a ser uma exigência do mercado de trabalho. Quem ainda ignora o potencial da web, perde as chances de ser visto ou lembrado. Uma regra que também vale para os empregadores, que têm utilizado os sites oficiais das empresas e as redes sociais, como Linkedln, Twitter e Orkut, para buscar talentos e divulgar as vantagens competitivas de seus negócios.

Com oito vagas abertas em Goiás, a Totvs – empresa de software aplicativos, relacionamento e suporte à gestão – tem recebido currículos via internet tanto pelo seu site oficial quanto pelas redes sociais. Para agilizar os processos de seleção, a divulgação das oportunidades foram descentralizadas. Todos os funcionários podem tornar público as vagas em suas páginas pessoais, nos canais de bate papo, blogs e fóruns de discussão. O diretor da empresa no Estado, Luciano Lacerda diz que as indicações da equipe tem colaborado nos processos de seleção.

Segundo ele, essa metodologia fortalece os contatos de networking entre os profissionais e contribui para que a empresa encontre talentos no mercado. As ferramentas também agilizam a comunicação entre os funcionários já contratados, que podem solicitar transferências para outras unidades da empresa no país ou até uma promoção. “Temos boletins internos que divulgam as novidades da empresa, que também podem ser vistas em nosso site. O fortalecimento destes canais é positivo porque hoje encontrar bons profissionais se tornou um desafio para as empresas diante da competição do mercado”, destaca.

A gerente de comunicação da Catho Online, empresa de recrutamento e seleção, Carolina Stilhano, afirma que o comportamento das empresas e pessoas mudou muito com os avanços da tecnologia. Para se ter ideia, somente na Catho Online há mais de 180 mil vagas de emprego todos os meses. “Além dos sites de emprego, como o nosso, há os sites das próprias empresas, que divulgam as vagas e aceitam currículos pela internet, além de grupos online.”

Carolina afirma que na busca pelo emprego, quem não está na internet se torna praticamente invisível. Segundo ela, não se pode negar que sites como o Twitter têm ajudado a divulgar e propagar as oportunidades. Uma movimentação que provocou a criação de uma rede social somente para o mercado de trabalho. O Twitter prepara o Twitter Jobs, uma nova tendência que chega ao Brasil e Estados Unidos, para a publicação de vagas de emprego. Apesar do boom das redes sociais, a especialista faz uma ressalva. Como as comunidades são livres, ela diz que não é possível controlar a idoneidade e veracidade dessas vagas.

Para Carolina Stilhano, é um engano acreditar que as ferramentas da internet vão facilitar somente o envio e divulgação das vagas. Ela prevê que toda a finalização dos processos de seleção tende a migrar para as plataformas online. “Até pela pressa das empresas em encontrar o candidato ideal”, diz. “O que também poupa tempo ao candidato, que não precisará se deslocar para várias entrevistas.”

Neste sentido, ela chama a atenção dos profissionais, que devem estar atentos às mudanças digitais. Carolina Stilhano diz que as entrevistas, além do telefone, podem ser feitas pela web. Várias empresas têm optado pelos testes online e a tecnologia já permitem que os currículos sejam filtrados conforme o perfil exigido pela vaga. “Os processos de seleção serão mais rápidos e mais eficientes”, acredita.

Cuidados ao expor perfis

Imprimir velocidade na comunicação é uma das apostas do Laboratório Teuto Brasileiro. Com 1.500 funcionários somente na indústria em Anápolis, além dos contratados na filial em São Paulo e nos distribuidores em todo o país, a empresa realiza constantes contratações e, por isso, está ampliando os canais de divulgação das vagas. O próximo passo será publicar os processos seletivos nas redes sociais, nas quais a empresa está inserida, Twitter, Facebook e YouTube.

O gerente de Trade Marketing da Teuto, Ítalo Melo, diz que a empresa utiliza a internet como plataforma digital para divulgar e buscar informações. “É uma ação estratégica dentro da empresa utilizar a internet para trocar informações. É uma ferramenta de vantagem competitiva”diz.

Segundo ele, desde a inserção da marca nas redes sociais, no ano passado, houve avanço na comunicação com o público. “Hoje no Twitter temos mais seguidores que a própria Anvisa, temos sempre nos pautado pela interlocução com o público. Antes de escolher as redes sociais das quais participaríamos, fizemos uma ampla enquete em nossos sites para observar as que tinham maior aceitação.”

A aproximação da empresa com as comunidades virtuais facilitou a aproximação de novos profissionais. Ítalo Melo diz que é frequente o encaminhamento de currículos pelos canais das redes sociais. Ele diz que o banco de dados da empresa foi ampliado a partir das ferramentas da internet, como os sites oficiais. A companhia possui três sites oficiais – Teuto, Dr.Teuto e Espaço Farmacêutico, voltados para o público em geral, médicos e farmacêuticos, respectivamente. Nas páginas, existem canais para o envio de currículos e divulgação das vagas.

Imagem
Para quem encontrou a sonhada vaga de trabalho e se prepara para o processo seletivo, uma dica dos especialistas em Recursos Humanos é atenção às informações divulgadas na internet. As facilidades da web também abriram as portas da sua intimidade para as empresas. Enquanto você se organiza para a entrevista, o empregador busca mais dados em suas páginas pessoais.

Segundo o diretor de Trade Marketing da Teuto, Ítalo Melo, acompanhar os perfis dos profissionais na internet é uma prática comum no departamento de Recursos Humanos. Durante um processo seletivo, ele diz que estas informações podem complementar a avaliação dos candidatos e reduzir as margens de erro nas contratações.

O mesmo procedimento é utilizado pela Totvs. O diretor da empresa, Luciano Lacerda, diz que o profissional precisa sempre estar atento ao que propaga na rede. “Geralmente, o profissional se prepara para a entrevista, mas se esquece da internet.” Segundo ele, a partir das ferramentas da rede é possível conhecer o perfil cultural e as memórias de um profissional. “Hoje, a internet tem oferecido complementações importantes para a seleção, mas, claro que a formação e experiência do profissional ainda são os quesitos mais importantes.”

Para a gerente de comunicação da Catho Online, Carolina Stilhano, cabe ao profissional ter discernimento e responsabilidade por seus atos na internet. Ela destaca que, como os canais são públicos, convém saber o que pode prejudicar ou não a imagem profissional. Segundo a especialista, um dos sites mais utilizadoas pelos Recursos Humanos é o Linkedln, um canal de relacionamento específico para a carreira do candidato.

Carolina avalia que hoje não interessa muito ao selecionador vasculhar a vida de um candidato pelo Orkut, blogs ou Twitter. O entendimento entre os profissionais é de que os sites de relacionamento são de cunho pessoal e não profissional, a não ser os específicos para isto, como é o caso do Linkedln. Mas ela diz que não se pode negar que os sites de relacionamento já tiveram o seu boom na rede, como foi o caso do Orkut. “Para os recrutadores, acredito que a moda do Orkut já passou.”

Segundo Carolina, são casos isolados aqueles em que o candidato participou de alguma comunidade específica e se prejudicou na busca pelo emprego. “Mesmo porque, participar de comunidades como “odeio acordar cedo”, não significa que o profissional não goste de trabalhar, ou tenha uma baixa produtividade”, ponera

Redes de relacionamento

Twitter

* www.twitter.com – espaço para a criação de páginas pessoais ou empresariais, que permite a divulgação instantânea de informações. O usuário segue e é seguido por outros, mas, ao contrário de outras redes, não é preciso a aprovação de amizades e criação de comunidades

Linkedln
* www.linkedln.com – é uma rede voltada para profissionais com mais de 43 milhões de usuários em todo o mundo. O participante cria uma página com informações de seu currículo profissional e foto. No caso das empresas, é possível informar ramo de atividade, produtos e vagas

Facebook
* www.facebook.com – Site de relacionamento atualmente utilizado por mais 2,7 milhões de pessoas somente no Brasil. A plataforma permite mandar mensagens, postar fotos e fazer enquentes

Youtube
* www.youtube.com – site que permite aos usuários postar e compartilhar vídeos em formato digital

Orkut
* www.orkut.com – rede social filiada ao Google, que possibilita aos integrantes conhecer pessoas, manter relacionamentos, divulgar mensagens e fotos e bater papo online. No Brasil, a rede possui mais de 23 milhões de usuáros e está entre os sites mais visitados

Xing
* www.xing.com – site voltado para discussões profissionais, assim como Linkedln, que permite um cadastro básico e outro pago. O anúncio de vagas é pago e também há possibilidade de se realizar transações comerciais

Emprelink
* www.emprelink.com.br – site voltado para empresas que podem se cadastrar, criar sua página e ter os funcionários interagindo com parceiros e fornecedores

Via 6
* www.via6.com.br – rede que reúne profissionais para a troca de informações. O portal reúne os participantes por áreas de interesse compatíveis para estimular o relacionamento

KickStart
* kickstar.yahoo.com – a nova rede de relacionamento do Yahoo é voltada para empresas, estudantes e recém-formados. Os candidatos às vagas montam seus perfis, que vão compor um banco de currículos

Leia a matéria no site do jornal, clicando aqui.

Conheça as vantagens de cadastrar currículo na Catho Online.

Deixe uma resposta