Descubra como alavancar a sua carreira – Época Negócios Online

Ontem o portal Época Negócios publicou uma matéria com dicas de como os profissionais podem alavancar sua carreira.

Adriano José Meirinho, diretor de Marketing da Catho Online, participou da reportagem.

Confira abaixo:

Descubra como alavancar a sua carreira

Você gostaria de receber um aumento? E uma promoção, que tal? Difícil imaginar um profissional que responda não a essas perguntas. A questão central é como chegar lá. Infelizmente, não existe fórmula mágica. Mas algumas dicas podem, sim, ajudar você a alavancar sua carreira.

Uma delas é construir uma boa formação acadêmica e se manter constantemente atualizado. Mas não se engane. Sua formação é um bom ponto de partida, mas não é tudo. “A formação acadêmica faz parte, mas ela sozinha não faz a diferença”, fala Márcia Hipólito, gerente da Gelre, empresa especializada em recrutamento e seleção.

Além da formação acadêmica, é importante continuar fazendo cursos. Mas tome cuidado: não é todo e qualquer curso que vale a pena. É preciso pensar se o tema das aulas irão te agregar como profissional. “É igual a uma competição. Não adianta o nadador treinar corrida, da mesma forma que não adianta você estudar inglês se todas as reuniões da companhia forem feitas em alemão”, diz Victor Martinez, CEO da Thomas Brasil, empresa especializada em gestão de pessoas.

Gostando ou não, o profissional também precisa se manter atualizado com o noticiário, especialmente com as reportagens relativas a seu setor de trabalho. “Não adianta ler apenas reportagens sobre economia. Isso é muito genérico. É necessário mirar em seu segmento”, afirma Martinez.

Atitude é tudo

Longe de ser um detalhe, a atitude do profissional em relação a seu trabalho pode fazer com que ele ganhe muitos pontos. Neste aspecto, o bom trabalhador deve se assemelhar a um esportista, sempre pensando positivamente e não se deixando abater pelos insucessos. “O trabalhador não pode ser pessimista. Ele deve se entusiasmar pelos novos desafios. É preciso demonstrar energia. Algumas pessoas fazem bem seu trabalho, mas não demonstram entusiasmo. Não adianta”, diz Adriano José Meirinho, diretor de marketing da Catho.

“O profissional tem que ser comprometido, mostrar interesse, ser curioso e estar constantemente agregando à empresa”, completa Márcia, da Gelre. Segundo a especialista, os tímidos precisam tomar cuidado extra. “Quem não é visto, não é lembrado. O profissional muito reservado terá mais dificuldades para ascender na carreira. Não que não consiga, mas a tendência é que demore mais tempo”.

Relacionamentos

Na hora de alavancar sua carreira, o famoso networking também faz diferença. Entretanto, tome cuidado para não o confundir com amizade. “Networking não é amizade. O importante é ser lembrado pelos colegas da mesma área. É bom se manter em contato e, de dois em dois meses, ou de três em três, marcar um almoço, mandar e-mails ou cartões”, fala Martinez, da Thomas Brasil.

O relacionamento com o chefe também merece cuidado especial. É essencial que sua relação com ele seja boa, mas isso não significa que você deva ser um puxa saco. E, não se engane, somente isso não resolverá sua vida profissional. “Se o desenvolvimento da sua carreira depender do seu chefe, você está fadado a não sair de onde está”, enfatiza Martinez.

Pensando no futuro

Planejar, é preciso. Ao estabelecer metas claras do que você quer para sua carreira, fica mais fácil programá-la e saber quais passos você precisa dar neste momento para conseguir ascender ao próximo degrau.

Para fazer um bom planejamento, é preciso se conhecer. Isso fundamental para crescer profissionalmente. Todo profissional precisa conhecer seus pontos fracos para poder fortalecê-los e saber dos fortes para explorá-los mais ainda.

A hora H (o pedido de aumento)

O ideal mesmo seria que seu aumento viesse sem você ter que pedir, mas, como sabemos, nem sempre isso acontece. Regra número um nesse caso: é preciso ter bom senso. “Se sua empresa estiver em crise, este não é o momento de pedir aumento. É preciso saber quando falar sobre isso com seu chefe”, diz Martinez, da Thomas Brasil.

Seu tempo de casa deve ser levado em consideração na hora da decisão de um aumento, porém, isoladamente, isso não te garantirá uma promoção. Os resultados de seu trabalho são o maior motivador para uma empresa te premiar. Entre um funcionário desmotivado com muitos anos de casa e outro com desempenho acima da média, mas com menos tempo na companhia, o mais novo sairá na frente.

Mas a partir de quando é legítimo pedir aumento? É claro que essa resposta depende de inúmeras variáveis, mas via de regra, tendo um bom desempenho, os especialistas dizem que entre um ano e meio e dois anos depois da contratação ou do último aumento é razoável pedir ao seu chefe uma reforçada no salário.

Leia a matéria no site da Época Negócios Online aqui.

Comments
  1. 7 years ago

Deixe uma resposta