Catho Online no Portal R7

Veja como se portar em uma entrevista de emprego

Roupas têm que ser “o mais simples possível”; mulheres devem evitar os decotes

R7

Aparência descuidada na hora de uma entrevista de emprego pode desclassificar o candidato do processo seletivo. Dirigentes de recursos humanos ouvidos pelo R7 concordam que roupa inadequada, corpo mal cuidado, postura na hora de sentar ou até mesmo um sapato podem acabar com o sonho de trabalhar em uma empresa.

A entrevista é o cartão de visitas do candidato. Ali, a oportunidade de impressionar o futuro chefe dá uma chance única de conquistar a vaga – muitas vezes, passando à frente de centenas de candidatos. Por isso, preparar-se para esse dia requer um treinamento especial.

Patrícia Aragão, gerente de recursos humanos da Laborh, diz que o profissional precisa focar a roupa na função que está disputando.

– Tentar um trabalho de modelo requer uma roupa bem diferente de um posto gerencial, por exemplo.

Ela afirma que é importante ser “o mais simples possível” nas roupas, e aconselha as candidatas a usarem esmaltes claros nas entrevistas. Neste ponto, Carolina Stilhano, gerente da Catho Online, tem uma opinião diferente. Para ela, a cor das unhas não importa muito, “desde que estejam bem feitas”.

Decote, nem pensar

Ambas as especialistas apontam para a necessidade de ter atenção com as roupas. Elas apostam em ternos e camisas para os homens, e em terninhos e também camisas para as mulheres. E destacam: decote, nem pensar.

Também é impensável chegar atrasado. O ideal é chegar com, no mínimo, 15 minutos de antecedência para ir ao banheiro, tomar água, ajeitar a roupa e estar pronto no momento da conversa.

Nada de mascar chiclete durante a entrevista e evite fumar momentos antes de falar, pois alguns empregadores não gostam disso. A empresa pode evitar contratar fumantes por pensar que eles vão se ausentar mais do que o resto da equipe – além disso, a chance de um fumante ter problemas médicos é maior do que um não fumante.

Currículo

Os gerentes entrevistados aconselham a quem estiver procurando emprego que mantenha o currículo atualizado. Carolina, da Catho Online, diz que o objetivo deve estar destacado como primeiro tópico. Ela ressalta que apenas um objetivo deve ser informado, de forma bem específica.

Em seguida devem vir os objetivos naquele cargo, a formação escolar, as empresas em que a pessoa trabalhou e os outros cursos de formação profissional. Ela lembra que é importante informar tudo em ordem cronológica do mais recente para o mais antigo, e seguindo essa sequência: onde, data, cargo e atividades desenvolvidas. Diz que não há necessidade de colocar os contatos dos empregadores.

– Se a empresa se interessar por você, vai buscar suas referências durante o processo seletivo.

Ela aconselha a não colocar muitas informações nos dados pessoais, mas sim, “apenas o essencial”. E conta que alguns colocam até mesmo o número do título de eleitor no currículo, o que é totalmente desnecessário.

Deixe uma resposta