Catho Online no Metrô News SP – 28/07/2010

Especialistas apontam profissões do futuro

Chegada a hora de escolher que profissão seguir, saber quais as áreas que estão em alta, pode dar aquele empurrãozinho para quem ainda não definiu que carreira ingressar. A evolução da tecnologia, que tem colaborado para criação de novos métodos de trabalho e necessidades do mundo moderno, tem gerado novos postos e segmentos promissores.

Com um mercado em franca expansão, a área de Tecnologia da Informação é uma delas.

“Por incrível que pareça, alguns setores da economia estão apenas ‘engatinhando’ na era da tecnologia da computação e informática. Principalmente após o agravamento da economia mundial, softwares mais precisos se tornaram necessários, mas, ao mesmo tempo, analistas que desenvolvam tecnologias personalizadas são difíceis de serem encontrados no mercado”, afirmou Lúcio Tezotto, gerente de atendimento da Catho Online.

Segundo Tezotto, profissões relacionadas à construção civil também seguirão em alta. “Há uma tendência, iniciada ainda nesta década, de ampliação desse mercado, fortemente influenciada pelas facilidades de crédito e obtenção de recursos para financiamento, incorporação e realização de obras”, disse.

Os serviços de relacionamento com o cliente também são apontados como tendência por Tezotto. E as profissões ligadas a questões de consumo consciente, sustentabilidade e ações que consideram impactos ambientais também estão em destaque. E com a forte exploração no setor de mineração e energia (petróleo, gás e hidrelétricas), o setor vem sofrendo com a escassez de profissionais qualificados, e as ofertas de emprego tendem a crescer.

De acordo com Leyla Nascimento, presidente da Associação de Recursos Humanos (ABRHNacional), a exploração do pré-sal deve gerar uma expressiva oferta de vagas para engenheiros químicos e outras áreas voltadas para a extração do petróleo. “Faltam profissionais para as áreas de construção naval (técnico em mecânica, técnico voltado para eletrotécnica, engenheiro naval)”, disse ela.

Comments
  1. 9 years ago

Deixe uma resposta