Catho Online no IG

Minicurrículo traz informações concisas e de rápida visualização

Ferramenta ajuda a atrair recrutador para leitura do currículo inteiro

Um resumo sobre as principais qualificações é uma das ferramentas utilizadas por sites que hospedam currículos na internet para chamar a atenção dos recrutadores. A síntese, chamada de minicurrículo, abriga as informações mais relevantes do profissional.

Segundo Marcelo Abrileri, presidente da Curriculum.com.br, o minicurrículo trata apenas dos pontos indispensáveis e essenciais do currículo. “Situações em que o minicurrículo pode ser usado dessa maneira são em páginas pessoais e em assinaturas de artigos na Internet, com um link que aponte para a versão integral do currículo”, exemplifica.

RelevanteDaniella Correa, consultora de RH da Catho Online, diz que itens como objetivo profissional, formação acadêmica e experiência profissional (principais atividades e realizações profissionais de sua carreira) são essenciais.

“Idiomas com fluência e disponibilidade para viagens são itens opcionais no minicurrículo. Não é indicado colocar nome, número de documentos, características pessoais (como “inteligente”, “bonito”, “proativo”) e dados de contato”, afirma.

Elevador – Abrileri sugere que o candidato pense em como se apresentaria a um possível contratante durante uma rápida viagem de elevador, de modo a despertar o interesse para uma conversa mais prolongada.

“O minicurrículo deve ter esse conteúdo: aquilo que forneça uma nítida ideia de quem o candidato é, o que faz, o que já fez de melhor e o que pode fazer – e gostaria de fazer – no futuro. Anos de experiência, área de atuação principal, pontos altos da carreira, situação atual e objetivos são conteúdos indispensáveis”, ensina.

Confira um exemplo de minicurrículo sugerido por Daniella, da Catho Online:

Gerente Comercial. MBA Executivo Internacional pela FGV e Graduação em Administração. Inglês Fluente. Atuação na avaliação de mercado, produto e concorrentes. Responsável pela implantação de ações promocionais, venda direcionada e parceria com fabricantes, obtendo 10% de crescimento, em média, sobre o concorrente direto. Desenvolvimento de novos fornecedores e administração dos contratos de prestação de serviços. Disponibilidade para viagens e mudança de cidade.

Confira aqui reportagem no IG

Deixe uma resposta