Catho Online no Diário de São Paulo

Caminho mais curto para o sucesso

Pesquisa constata quem estada mais temporecebe salário superior

Diferentemente da inteligência, que é inerente ao ser humano, o conhecimento é adquirido ao longo da vida e precisa ser constantemente lapidado. Até porque, estudar é o caminho mais viável para quem deseja crescer pessoal e profissionalmente. Frente ao acirrado mercado de trabalho e à grande quantidade de profissionais disponíveis, no entanto, ter um diploma de curso superior deixou de ser vantagem competitiva para se tornar determinante na conquista de boas oportunidades de trabalho. Além da graduação, ter concluído ou estar cursando programas de pósgraduação faz diferença. É o que mostra pesquisa recente realizada com 166 mil profissionais pela Catho Online maior classificado de currículos e empregos da América do Sul.

Na comparação entre trabalhadores que ocupam cargos idênticos, o levantamento apontou que os que têm curso de especialização ganham em média 30% mais do que os que cursaram apenas o ensino superior. Quem fala inglês também leva vantagem, com salários 25% mais altos.

Já entre as carreiras mais destacadas estão as relacionadas à responsabilidade social. Os profissionais que trabalham nessa área tiveram maior aumento salarial em 2009, de 19,7%. Também agrega valor à carreira fazer pós-graduação em uma instituição de ensino renomada. Especialistas afirmam que um curso de latu senso ou MBA realizado em organizações como a Fundação Dom Cabral, Fundação Getúlio Vargas (FGV) ou o Insper (antigo Ibmec São Paulo), por exemplo, pode ser um grande trunfo no currículo.

Alinhamento

Escolher o curso adequado é tão importante quanto selecionar a instituição. Para o diretor de Educação Executiva da Catho Online, Constantino Cavalheiro, a decisão está vinculada ao plano de carreira do profissional e aos seus objetivos. “Ao escolher um programa de educação continuada, o profissional deve examinar se aquele curso o ajudará na carreira. Para isso, é fundamental analisar o conteúdo didático e o que de fato ele agregará ao que o interessado pretende realizar no mercado de trabalho”, destaca.

Verificar o quanto a instituição está atualizada e sintonizada ao mercado e se o programa escolhido é registrado e aprovado pelo Ministério da Educação (MEC) também é prerrequisito essencial. Outra questão importante é saber a hora de fazer. “Um curso de pós-graduação pode ser iniciado em qualquer momento da carreira, mas o ideal é que a pessoa tenha alguma experiência profissional, pois assim poderá aproveitá-lo melhor, comparando o que está estudando com a experiência acumulada. Existem programas adequados aos diversos níveis de conhecimento”, observa Cavalheiro.

Deixe uma resposta