Área técnica em alta – Diário de S.Paulo

Por oferecer uma vivência profissional na prática, um curso técnico pode ser um grande diferencial no momento de obter um emprego. É o que afirma Constantino Cavalheiro, diretor da Catho Educação, empresa orienta profissionais sobre os cursos mais adequados para desenvolver suas carreiras. “O profissional que vem de um curso técnico relativo à área em que quer trabalhar leva vantagem”, disse. O motivo é a prática profissional proporcionada pelo curso técnico. “Muitas vezes a experiência prática pode ser o fator determinante na escolha entre dois candidatos”, revela. Ainda, o próprio fato de ter  feito um curso já é um extra que chama a atenção os potenciais chefes. “O mercado de trabalho sempre vai valorizar a formação acadêmica. É muito importante investir continuadamente nisso”, disse.

De acordo com o diretor, os cursos técnicos geralmente são oferecidos pelas escolas para fornecer mão de obra às empresas, seguindo as demandas do mercado. “Por esse fator, quem é egresso de cursos técnicos já sai com maior chance de obter trabalho, uma vez que o mercado geralmente tem vagas em aberto e está mais receptivo a esses profissionais”, afirmou. Segundo o diretor, as carreiras que têm maior demanda hoje estão nas áreas de administração, comércio, telemarketing, informática e finanças.

Para técnico de manutenção curso foi fundamental

“Para mim foi uma boa”. Para o técnico de manutenção Félix Lucas Ferreira, de 18 anos, ter feito um curso técnico foi o que permitiu que ele arrumasse um emprego. Ele está fazendo o curso de Eletrônica da Escola Técnica Estadual (Etec) de São Paulo. Apesar de concluir o curso de um ano e meio apenas no final de novembro, Félix está trabalhando em uma lavanderia hospitalar há sete meses.

“Ter o curso fez toda a diferença. Eu me inscrevi no programa Aprendiz Paulista, no site Emprega São Paulo. Ali há uma área específica para quem fez curso técnico. Rapidamente fui chamado, fiz a entrevista e fui contratado”, disse. O curso ajudou, mas para Félix o mais importante é gostar do que faz. “Eu adoro eletrônica e estou fazendo o que gosto. Acho fundamental a pessoa estar satisfeita com o que faz”, afirmou. Isso é confirmado pelo diretor da Catho Educação. “A pessoa deve levar em conta a própria aptidão, antes de decidir por fazer um curso apenas porque está em voga. Satisfação pessoal é um dos maiores motivadores que existem”, disse.

Senai-SP tem cursos gratuitos

O SENAI-SP abre semestralmente inscrições para 30 cursos técnicos  gratuitos, em todas as unidades da rede no Estado. Os cursos, na sua maioria, têm duração de 1.600 horas (equivalente a dois anos), incluindo estágio supervisionado,  obrigatório. Interessados deverão ter concluído o ensino médio ou  terminá-lo até a data de início das aulas dos cursos. Mais informações: www.sp.senai.br

Catálogo nacional traz informação detalhada

O catálogo nacional de cursos técnicos traz informações detalhadas sobre 185 cursos que podem ser feitos no país, agrupados em 12 eixos tecnológicos.  Explica como é cada curso e as possibilidades de atuação. catalogonct.mec.gov.br

Deixe uma resposta